Ecocardiografia

Ecocardiografia Fetal

A ecocardiografia fetal é um método ultrassonográfico não invasivo realizado no abdômen da mulher grávida após a 18ª semana de gestação, para avaliação intrauterina da função e da anatomia do coração do feto ainda durante a gravidez. O exame não oferece risco para a gestante ou para a criança, trazendo os benefícios de um diagnóstico precoce e de um tratamento eficaz das cardiopatias fetais. Dessa forma, certas doenças – como determinadas formas de arritmia – já podem ser tratadas dentro do útero da mãe.

O diagnóstico complementa a avaliação do ultrassom morfológico, uma vez que é realizado por um cardiologista, especializado em ecocardiografia, e também possibilita o planejamento do parto para receber e tratar devidamente o recém-nascido que apresenta doenças cardíacas congênitas como a transposição das grandes artérias e a hipoplasia do ventrículo esquerdo. Essas doenças requerem correção cirúrgica imediatamente após o nascimento.

Indicações:
  • Detecção ou exclusão de anormalidades cardíacas fetais durante o pré-natal;
  • A triagem para anomalias cromossômicas;
  • Fatores de risco materno-familiares para cardiopatias;
  • Gestação prévia com cardiopatia congênita;
  • Avaliação de repercussões de arritmias cardíacas fetais;
Limitações:
  • Antes da 18ª. semana de gestação: não é recomendada a realização devido à imaturidade do feto, que dificultaria a avaliação das estruturas cardíacas;
  • No final da gestação também pode haver dificuldade na visualização das estruturas cardícas (janela acústica inadequada ou desfavorável);
©2016 Todos os direitos reservados